Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Ranking Onde Bola 2017-2018 - jornada 11

Melhor Onze da jornada 11 da Liga NOS

Ranking Onde Bola 2017-2018 - jornada 11

A jornada 11 da liga NOS trouxe apenas uma novidade na frente da classificação, a aproximação do SL Benfica ao Sporting CP devido ao empate deste último com o Sp. Braga. Em termos exibicionais é evidente que estamos uma jornada pós competições europeias. Equipas mais pesadas, menos frescura e por isso, menos risco. O FC Porto tinha o jogo mais fácil dos três grandes e ganhou com relativa facilidade. O Benfica acabou por cumprir em mais uma exibição cinzenta, que beneficiou muito do facto do Vit. Guimarães ter menos dois dias de descanso do que os encarnados. Houve alterações tácticas relevantes no SL Benfica, com a entrada de Krovinovic para uma posição que tem sido ocupada por um segundo avançado (Seferovic), mas na minha opinião a influência desta alteração na performance da equipa é devida à qualidade individual do Croata e não à dinâmica colectiva que a alteração promoveu. O Sporting CP esteve à beira de perder pela primeira vez em casa mas conseguiu empatar nos últimos minutos, mas a notícia em Alvalade são mesmo as lesões que começam a assolar o plantel leonino. Se nesta jornada as ausências de William Carvalho, Piccini, Mathieu e Coentrão (todos titulares) podiam fazer mossa, para a próxima jornada Jorge Jesus pode ainda ficar sem Acuña e Bas Dost que se lesionarem ontem. Mais de meia equipa de fora pode ser um problema gigante para um plantel com as debilidades conhecidas.

Em relação ao melhor onze da jornada e em termos defensivos temos a entrada de José Sá com uma boa exibição contra o Belenenses com 3 defesas importantes mas que fez a diferença sobretudo pela qualidade no passe. No quarteto defensivo destacam-se Alex Telles e André Almeida que regressam ao onze da semana pela terceira vez, apesar de apenas Telles ter conseguimo uma exibição digna de registo. Os centrias foram apenas regulares mas não deixam de ser os melhores. Marcelo é repetente no onze mas Pedro Pinto do V. Setúbal é estreante nestas andanças.

Os médios da semana são ambos do FC Porto, ambos estreantes na equipa da semana, ambos Mexicanos e ambos tiveram exibições de registo. Herrera vem conseguindo recuperar um lugar no onze que já foi seu fruto da baixa de forma de Oliver mas especialmente da alteração táctica de Sérgio Conceição que joga agora com um meio campo a três. Herrera conseguiu esta jornada um golo, uma assistência, três passes para finalização e um remate enquadrado. Já Reyes jogou numa posição que é normalmente de Danilo e fez uma excelente exibição mostrando que o treinador pode contar com ele em várias posições. Nesta semana a exibição foi muito equilibrada defensivamente com 12 duelos ganhos (5 aéreos), 8 recuperações de bola e 4 desarmes, mas mesmo ofensivamente a deixar a sua marca com uma assistência, um passe para finalização e 74 passes completos em 84. Excelente para a estreia.

Os extremos tiveram exibições bastante cinzentas mas foram os melhores e é isso que interessa neste caso. Corona é repetente no onze enquanto que Davidson do D. Chaves é estreante. Em relação aos dois avançados temos a estreia de Welthon do Paços de Ferreira que se destacou pelo golo marcado e um par de passes para finalização. Ao lado deste aparece o suspeito do costume. Já se pode dizer que o onze da semana é Jonas e mais 10. Esta semana a pontuação não chega aos 8 que é normal para o brasileiro, mas ainda assim destaca-se com mais um golo, uma assistência e 23 passes de sucesso.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar