Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Breves sobre o SL Benfica na taça

SL Benfica 2-0 Vit. Setúbal

Breves sobre o SL Benfica na taça

Vamos na terceira semana sem campeonato, por isso senti necessidade de escrever de qualquer coisa sobre o último jogo oficial, neste caso para a Taça de Portugal. Aproveito este espaço para dizer que acho incrível como é que continuam a manter estas pausas inacreditáveis.

Numa competição que se quer competitiva e com os adeptos sempre "agarrados" é perfeitamente idiota fazer este tipo de interregnos. A taça e a taça da liga são competições de menor mediatismo e podiam perfeitamente ser jogados a meio da semana, especialmente nas eliminatórias iniciais (até aos quartos, por exemplo).

Em relação ao jogo do Benfica, deixo alguns pontos que me parecem relevantes para o presente e o futuro da equipa:

  • Bruno Varela é o guarda-redes com menos "classe" que me lembro de ver actuar com aquele símbolo na camisola. É certamente um excelente miúdo, com grande capacidade de trabalho, humilde, jovem e tudo mais, mas tudo o que faz na baliza parece ser em esforço. A  bola nunca parece ser uma extensão do seu corpo, é sempre um elemento estranho quando este tem que interagir com ela. Posso estar muito enganado, mas nunca terá qualidade para jogar a este nível com regularidade. Só fica se estiver preparado para ser o "Paulo Lopes" mas com 23 anos...
  • Ruben Dias é de longe o melhor central do plantel encarnado. Se Rui Vitória voltar a insistir em Jardel ou Lisandro num jogo do campeonato/liga dos campeões só pode ser por falta de visão ou porque o estatuto ainda garante lugares no onze;
  • A equipa com Grimaldo sobe sempre de qualidade. É impressionante como o espanhol consegue soltar sempre com uma ideia. Se estivesse sempre bem fisicamente já tinha sido vendido para uma equipa mais condizente com o seu nível;
  • Outra escolha que me parece cada vez mais óbvia no onze encarnado é Krovinovic. O croata é claramente o melhor médio da equipa (mesmo à frente de Pizzi) e tem que ser o segundo (ou terceiro médio) da equipa. Se continuar a ganhar minutos e confiança pode ser fundamental para a melhoria da performance do Benfica;
  • Estou muito curioso para saber o que se passou com Zivkovic. Inicialmente pensei que fossem problemas físicos, mas ainda nesta paragem para as selecções foi titular na Sérvia. Ou se passou qualquer coisa no treino ou é mais uma escolha duvidosa de Rui Vitória. É o extremo de maior potencial do plantel encarnado e não consigo entender como passou de titular para não convocado. Estranho também que a comunicação social não faça as perguntas certas nas conferências de imprensa;
  • Jonas é o melhor avançado do Benfica (e do campeonato já agora) seja em 4-4-2 seja em 4-3-3. Se em 4-3-3 parece ficar mais sozinho na frente tal se deve apenas à falta de dinâmica ofensiva da equipa. Com Krovinovic, Pizzi (no corredor p.e.) ou Zivkovic facilmente se garantia presença na área quando o brasileiro baixa para jogar entrelinhas e desmontar a estrutura adversária. Sem isso, claro, Jonas parece sempre que joga menos;

Vamos esperar pelo próximo jogo do campeonato (Rui Vitória pode ter decidido que a Champions já não é relevante) e verificar quais destas opções são para manter ou quais foram apenas devido ao facto de o jogo ser da taça.

Texto por Telmo Frias


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar