Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Os melhores de 2017: Ranking OndeBola

Melhor Onze da jornada 30 da Liga NOS

Os melhores de 2017: Ranking OndeBola

A jornada 30 que agora terminou pode ter, de facto, decidido o campeonato desta época. É verdade que ainda há quatro jornadas importantes mas o FC Porto, depois desta vitória, tem o caminho aberto para destronar o SL Benfica após 4 anos.

Do derby não há muito a dizer, ganhou a equipa que tinha mais vontade de ganhar e que precisava mais de o fazer. O Benfica dominou a primeira parte e teve uma oportunidade boa por Pizzi assim como o FC Porto por Marega.

Na segunda parte o Benfica baixou as linhas e reforçou o meio-campo com o objectivo de manter o empate, mas sem sucesso. O Sporting ganhou com esforço - a um Belenenses que me deixa muita curiosidade para a próxima com esta equipa técnica desde o primeiro dia da pré-época - e mantém acesa a luta pelo título mas sobretudo pela segunda posição (basta uma vitória em casa no derby). A equipa da semana destaca com alguma clareza a dificuldade dos 3 grandes que têm apenas Acuña nos melhores da jornada.

Na baliza temos de novo Cássio que beneficia muito da forma de jogar da sua equipa que privilegia as saídas em passe curto desde o guarda-redes (8.85 na componente passe). Fez também 3 defesas de bom nível que ajudam a pontuação final. No quarteto defensivo temos uma estreia, Pablo Santos do Marítimo, brasileiro de 26 anos que chegou esta época do Paysandu e que agarrou imediatamente a titularidade no sexto classificado e apenas a lesão que o afastou por mais de 3 meses impediu que Pablo tenha sido mais falado. Paulinho e Konan são repetentes e têm feito épocas bastante razoáveis. Raul Silva já foi destaque por diversas ocasiões (leva 9 golos e 7 assistências esta época!) e aparece novamente na equipa da semana com 3 assistências no mesmo jogo. Relembro, é um defesa central!

Os médios são o estreante Pedro Sá do Portimonense que fez 4 intercepções, 4 recuperações e 5 desarmes, ganhou 14 duelos e bloqueou um remate. Ofensivamente ainda contribuiu com 1 passe para finalização e 42 passes com sucesso (84% de sucesso). Mais ofensivo aparece Lucas Evangelista que já foi por aqui destacado por diversas ocasiões como uma dos melhores médios da nossa liga e tem sofrido do facto de a sua equipa passar por uma fase muito difícil com a luta pela manutenção no horizonte há várias semanas.

No ataque temos Renato Santos do Boavista e Marcos Acuña do Sporting como extremos. O argentino dos leões tem tido uma época de estreia interessante como extremo e também como lateral. Neste jogo fez as duas posições e conseguiu ganhar 11 duelos, e fez 8 recuperações, 1 intercepção e 1 desarme e ofensivamente contribuiu com 1 golo, 1 passe para finalização, 2 dribles e 1 cruzamento. No centro do ataque temos o regresso de Joel do Marítimo após uma jornada de interregno. O Camaronês de 24 anos tem sido destaque constante nestas últimas jornadas e não me parece que vá continuar no clube na próxima época, conforme já tínhamos vaticinado. Esta semana fez mais 1 golo, 2 remates e falhou apenas um dos 14 passes que efectuou. Luiz Phellype do Paços de Ferreira faz-lhe companhia na frente e contribuiu com um golo e um passe para finalização apesar de a sua equipa ter sido goleada em casa pelo Sporting de Braga.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar