Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Rescaldo da fase de grupos

Mundial Rússia 2018 - Grupos E, F, G e H

Rescaldo da fase de grupos

Grupo E

O primeiro e o último foram os que nós antecipámos - Brasil e Costa Rica - e também antecipámos uma luta renhida entre a Sérvia e a Suíça que acabou por sorrir á Suíça no jogo entre ambos depois de uma reviravolta no marcador.

Destaque natural para Neymar e Coutinho nos canarinhos e alguma apreensão para a condição física de Marcelo que não parece a melhor. Na Suiça o destaque vai para Shaquiri pelos golos decisivos e para o meio campo combativo com Xhaka e Dzemaili.

Na Sérvia destaco Matic e Milinkovic-Savic como os mais irreverentes e destaco pela negativa a escassa utilização de Zivkovic que sempre me pareceu capaz de trazer qualidade na frente que a equipa precisava. Na Costa Rica destaque óbvio para Navas e para Bryan Ruiz que aproveitou muito bem a montra para um novo contrato.

Grupo F

A grande surpresa da prova até ao momento, a campea mundial em título Alemanha ficou pela fase de grupos e na última posição! Destaque para Kroos e Hummels que lutaram sempre por outro desfecho numa equipa que apesar da baixa de nível competitivo evidente teve algum azar (ou falta de eficácia) uma vez que teve sempre mais oportunidades que os adversários. Beneficiou com isso a Suécia que ficou no primeiro lugar e de onde destaco a solidez de Lindelof. De resto o México entrou bem mas acabou a sofrer uma pesada derrota dos suecos e passou em segundo como esperávamos. Destaco no México as exibições de Herrera e de Lozano, numa equipa que está montada sobretudo para jogar em contra-ataque. A Coreia do Sul ao vencer a Alemanha agarrou o terceiro lugar de forma inesperada e desta equipa tenho que destacar Son Heung-min e o guarda-redes Hyeon-uh Jo que partia para este mundial como a terceira escolha e acabou como uma dos melhores da fase grupos.

Grupo G

Coloquei a Inglaterra à frente da Bélgica e podia ter acontecido uma vez que o último jogo do grupo entre ambos foi jogado com as segundas linhas, mas a verdade é que foi a Bélgica que venceu esse último jogo. Dos Belgas os destaques são vários com Hazard e De Bruyne em grande forma e Lukaku muito bem no último terço. Na Inglaterra o destsaque óbvio vai para Harry Kane pelos golos que tem feito em todos os jogos. A Tunísia acabou em terceiro conforme prevíamos e destacou-se Khazri com golos interessantes. No último ficou previsivelmente o Panamá do qual destaco Baloy pelo golo marcado, o primeira deste país em mundiais.

Grupo H

Desde o início que achámos que este grupo iria ser extremanente equilibrado, mas a Polónia foi a segunda grande desilusão da prova acabando em último de um grupo que sendo difícil não desculpa as fracas prestações, ao contrário do que previmos com a Polónia em segundo. É difícil destacar alguém mas Bednarek e Krychowiak foram os mais interessantes. O Senegal ficou na terceira posição conforme previmos mas foi afastado apenas pelo critério dos cartões amarelos que é, no mínimo, subjectivo. Destaco nos Africanos Niang e Wagué. A Colômbia começou o torneio titubeante mas conseguiu assegurar o primeiro lugar como esperávamos. Destaque claro para Quintero e para Yerry Mina. James Rodriguez esteve condicionado em grande parte do torneio mas quando jogou foi fundamental. O Japão é uma das boas surpresas da prova pelo organização que mostra em todos os momentos do jogo e por algumas individualidades menos conhecidas como Shibazaki e Inui que com a qualidade já reconhecida de Kagawa criaram um grupo bastante interessante. Acabaram por ganhar o segundo lugar do grupo com algum sorte (pelo amarelos) mas é merecido por tudo o que foram fazendo.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar