Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Luis Filipe Vieira dá grande entrevista. Quem tem "unhas" é que...

O presidente do Benfica deu umas "bicadas desnecessárias"

Luis Filipe Vieira dá grande entrevista. Quem tem "unhas" é que...

Faltam duas jornadas para findar 1ª volta. Sem a derrota com o Marítimo, o Benfica entraria nesta fase com uma margem confortável em relação aos seus directos competidores. Mas a competição não é feita de “ses”, mas de resultados concretizados no terreno. E esses ditam uma diferença de apenas 4 pontos em relação ao FCP. Diferença essa que impõe ao Benfica uma vitória sobre o Vitória de Guimarães, sob pena de, mantendo, ainda assim, a liderança, ver substancialmente reduzida essa vantagem. Jogo vital, esse, para o Sport Lisboa e Benfica. Ganhando manterá a vantagem, que não sendo decisiva, dá algum conforto. Perdendo vê a margem de manobra a definhar e, pior, vê o moral dos seus perseguidores a aumentar exponencialmente. É caso para dizer que chegou o momento de Rui Vitória mostrar se tem “unhas” para tocar a guitarra do “Tetra”. Não estou optimista.

LFV deu hoje uma grande entrevista ao jornal “A Bola”. Sereno, confiante, com projectos para o futuro: hotel temático na Baixa Lisboeta, mais quartos e campos no Seixal, Centro de Alto Rendimento, Rádio Benfica! Não sou poucos e nem de pouca monta a vasta gama de propósitos. Mas há um objectivo imediato que supera e ofusca os enumerados: alcançar o almejado Tetra! Considero, desde já, um erro de comunicação a SAD estabelecer o Tetra como objectivo, lançando assim uma pressão extra sobre toda a equipa. Bastaria, em minha opinião, identificar como objectivo principal ganhar-se o 36º campeonato. O Tetra viria, alcançado o objectivo, por óbvia inerência! Não havia necessidade, como dira o outro, de aumentar a pressão com um objectivo nunca antes alcançado pelo Benfica.

Como também não havia necessidade de dar, como deu, algumas “bicadas” ao Bruno de Carvalho (“ainda bem que o ridículo não mata”) e ao Jorge Jesus (Com Rui Vitória os egos ficam de parte...). LFV parece esquecer-se que se o Benfica lograr o Tetra, a primeira metade do objectivo foi alcançada, exactamente, por Jorge Jesus. Parece olvidar LFV que dos campeonatos ganhos nos seus mandatos mais de metade foi ganha por Jorge Jesus (três em cinco)! É justo perguntar-se se LFV estaria tão tranquilo na sua presidenciável cadeira, caso Jorge Jesus não tivesse ganho os títulos que ganhou (dez)!? Seria bom que LFV esquecesse de vez, nas suas entrevistas, Jorge Jesus e Bruno de Carvalho.


Texto por Manuel Sampaio


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar