Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Ranking Onde Bola 2017-2018 - jornada 4

Melhor Onze da jornada 4 da Liga NOS

Ranking Onde Bola 2017-2018 - jornada 4


Jornada 4 terminada e dados actualizados. Os três grandes tiveram jogos complicados e isso nota-se claramente no melhor onze. Apenas o FC Porto consegue meter jogadores no onze e com pontuações baixas.

Segue o meu melhor 11 da 4ª jornada da Liga NOS:

melhor 11 jornada 4 liga nos portugal

Na baliza Matheus do Sp. Braga mostra bem as dificuldades que o Braga teve para manter o jogo em aberto terminando com a diferença mínima no marcador. Com boa pontuação sobretudo nos indicadores defensivos, pode e deve melhorar no aspecto do passe. Usa e abusa do passe longo (pode ser o modelo de Abel que assim o determina) e acima de tudo com pouca qualidade. Ganhou a corrida a Cássio do Rio Ave (melhor da jornada 3) por pouca vantagem.

No corredor direito da defesa temos a estreia de Ricardo do FC Porto. Depois de duas temporadas emprestado ao Nice onde se revelou um  dos melhores laterais do campeonato estava na hora de Ricardo se impor no seu clube. Começa com uma pontuação razoável, sem impressionar, mas é o melhor da jornada. Defensivamente não conseguiu grande notoriedade (provavelmente porque o Braga nunca o forçou a tal) mas ofensivamente esteve francamente bem. Três dribles, um cruzamento (nenhum falhado) e duas assistências tentadas são números bastante interessantes para um lateral. Vamos estar atentos à regularidade do português.

Na esquerda aparece o desconhecido Rafael Furlan do D. Chaves. Na primeira época do brasileiro na europa e com a concorrência de Djavan (ex-Braga) e Ruben Ferreira (ex-Guimarães) era pouco provável que as oportunidades surgissem tão cedo. No entanto entrou no onze à segunda jornada e foi titular a partir daí, mesmo com os resultados menos conseguidos do seu clube. Nesta jornada consegue uma performance muito interessante no capítulo defensivo e na qualidade de passe. Faltou algum envolvimento ofensivo para que fosse um dia perfeito. Ainda assim consegue duas assistências tentadas e dois cruzamentos (apesar dos três falhados). Vamos ver se aguenta a pressão da concorrência e como se comporta quando os resultados da sua equipa aparecerem.

Os dois centrais que mais se destacaram na jornada 4 da Liga NOS foram Pedro Henrique do V. Guimarães e Lucas Possignolo do Portimonense. Defensivamente nenhum dos desempenhos foi notável, mas também não comprometeram. Ofensivamente destacaram-se pelas assistências tentadas (2 para Pedrão e 1 para Lucas) sendo que o central do Vitória conseguiu ainda 1 drible e 1 cruzamento, coisa que não acontece com muita frequência em defesas centrais.

O melhor médio defensivo desta jornada é Vitor Gomes do D. Aves. Tem 29 anos e uma carreira preenchida com algumas passagens pelo estrangeiro. Esta época no D. Aves pode ser uma peça importante no equilíbrio defensivo da equipa. Neste jogo em particular não foi deslumbrante nem na defesa nem no ataque. Foi a qualidade de passe que o catapultou para a primeira posição, sobretudo o número de passes curtos com sucesso e a quantidade de passes no meio campo adversário. Logo depois de Vitor Gomes vinha Danilo, do FC Porto, que sem nunca deslumbrar mantém uma regularidade interessante.

Como médio ofensivo esta semana temos Tiago Silva do Feirense. Mais uma exibição de encher o olho do médio português emprestado pelo Belenenses (foi segundo na jornada passada, atrás de Pizzi) que está a fazer um início de época tremendo: 2 golos, 4 assistências tentadas, 2 cruzamentos e 2 dribles em quatro jogos é bastante interessante para quem joga numa equipa com 45% de posse de bola em média. Aos 24 anos ainda vai a tempo de mostrar todo o potencial que sempre lhe foi reconhecido. Pode vir a ser uma das revelações do campeonato. Vamos acompanhar. Ryan Gauld ficou em segundo lugar e tenho muita curiosidade em ver como vai o Escocês evoluir em cima desta boa exibição.

No corredor direito do ataque temos Jesus Corona do FC Porto. O virtuoso Mexicano, sem fazer uma exibição marcante (5,93 é apenas razoável) consegue a entrada no onze da jornada. O golo que decidiu o confronto com o Braga, algumas assistências tentadas e dribles com sucesso, em apenas 45 minutos, foram suficientes para a pontuação referida. No entanto é capaz de fazer melhor.

Na ala esquerda ofensiva temos Ricardo Valente do Marítimo com uma pontuação bastante interessante. Esteve razoável nos aspectos defensivos (fez 15 recuperações de bola!) mas foi no ataque e no passe que fez a diferença. Um golo, uma assistência tentada, 1 remate na baliza, 2 dribles e 1 cruzamento com sucesso (1 falhado) valem 7,23 na pontuação ofensiva. Se juntarmos a estes números uma qualidade de passe 8,23 completamos uma bela exibição do extremo português. Aos 26 anos parece ter atingido o seu potencial mas ainda assim pode mostrar mais vezes estes números numa equipa como o Marítimo.

Na frente de ataque desta semana temos Edgar Costa do Marítimo e Pires do Portimonense. Em relação ao brasileiro que vai na 4ª época no Marítimo (e mais de 10 em Portugal) é uma prestação normal e bastante equilibrada. Bons números na defesa, no ataque e no passe. Defensivamente fez várias recuperações, intercepções e desarmes que estão acima do normal num avançado. Ofensivamente fez 1 golo, 1 assistência tentada e no passe sempre muito assertivo (7.10). Pires acaba por ser o melhor jogador da jornada com 7.60 e aos 36 anos chega à primeira liga depois de várias épocas com muitos golos na segunda liga. Numa equipa como o Portimonense (que ainda assim tem neste momento 50% de posse de bola média) nunca é fácil conseguir golos e por isso há que dar mérito ao experiente avançado. Foi sobretudo pela participação ofensiva e de passe, com um golos, uma assistência tentada, dois dribles e passes de qualidade, em apenas 45 minutos, é de realce. No entanto dificilmente o veremos na equipa da semana regularmente. De referir que os avançados seguintes no ranking foram Jonas e Tomané, exactamente os melhores da jornada anterior. Continuam os dois em excelente forma, vamos ver até onde aguentam.

O que acham sobre a jornada 4? Comentem em baixo com a vossa conta do Facebook.

Texto por Telmo Frias.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar