Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Futebol de formação

perdeu-se o vicio...

Futebol de formação

Hoje vou falar-vos de um tema, que me é particularmente grato. A formação do futebol, ou será que atualmente temos um futebol de formação?

Sempre se fez formação no futebol, se bem ou mal, isso poderemos deixar para uma próxima reflexão. Há cerca de 6/7 anos, os clubes perceberam que poderia estar aqui a fonte de sustentabilidade financeira, e uma inesgotável fonte de rendimentos. Com o aparecimento das mensalidades, e das compras de equipamentos, e afins, é indiscutível, que hoje em dia, muitos poucos ou mesmos nenhuns clubes iriam sobreviver sem o chamado departamento de formação.

Essa mais valia para os clubes, também trouxe mais investimento, como, equipamentos de treino(barras, cones, balizas, etc), trouxe treinadores com muito mais formação e preparação para lidar e treinar miúdos. Trouxe campo relvados, hoje é impensável ir-se jogar a um peladão, trouxe melhores equipamentos desportivos pessoais, (chuteiras top, calções indicados para o futebol, caneleiras top, etc, etc).

Trouxe uns pais muito mais participativos e ativos na formação do seu educando, e aí é sem duvida um sinal muito positivo e evolutivo. Numa outra reflexão, poderei escrever sobre esse nova realidade, que são os pais, que querem ser treinadores.., ou pseudo empresários, mas ficará para uma próxima.

O grande problema, que deparamos, reside no facto de, se trabalhar muito os aspetos técnicos (passe, receção…), os aspetos táticos, os aspetos psicológicos, tudo para se obter resultados imediatos, para que a nossa equipa seja a maior e ganhe a todos. E esquecemo-nos de um pormenor fundamental, e talvez o mais importante…, o gosto, a paixão, o sacrifício que por vezes é necessário, o querer estar todo o dia a mandar chutos na bola. Falta o puro e genuíno futebol de rua, os putos hoje em dia já não têm o “vicio” de jogar. E muito se perdeu nestes últimos anos de uma situação chamada compromisso, é muito fácil hoje para um jogador, faltar ao jogo, porque vai passear, ou a uma festa, ou tem outra coisa qualquer. Lembro-me que, aqui há uns anitos, o faltar a um jogo, era o último dos nossos pensamentos, e só mesmo se não conseguíssemos de maneira alguma ir ao jogo. Essa será hoje a parte menos positiva da formação... Mas sem sombra de dúvida, que temos mais e melhor formação hoje em dia.

Pedro Mendes


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar