Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Excesso de futebol

Programas da treta!

Excesso de futebol

O excesso de futebol em tudo!

Gosto muito de futebol, gosto de ver um bom jogo, em que as equipas, jogam para ganhar. Um jogo em que haja jogadas, para mais tarde recordar e analisar, se for caso disso, em que haja golos, em que uma das equipas, não entre em campo, apenas com o pensamento único de não perder. Ou seja, vejo no máximo 4 a 5 jogos desses por ano no campeonato português.

Quando jogava à bola, bem ou mal, não está aqui em questão, no clube, na escola, na rua com os amigos, vibrava com a emoção, os golos que marcava, os que evitava, aquelas jogadas, que tínhamos visto no “domingo desportivo”(quem ainda se lembra desse maravilhoso programa desportivo?), ou mesmo no estádio, se tínhamos a sorte de naquele fim de semana, ter ido ver o nosso clube, mas tudo isto era emoção pura, inocente, e acima de tudo, genuína e sincera.

Mas vamos lá ter calma com a maneira como se vive o futebol nos dias de hoje. A quantidade de pessoas cuja emoção, de toda a sua vida depende do futebol deixa-me espantado, não vos vou mentir. Não me estou a referir, aos 90 minutos de jogo, em que é normal todos vibrarmos, como se estivéssemos lá dentro. Falo dos dias que espaçam entre um jogo e outro. Perdem horas e horas a ler e comentar no Facebook, a ver notícias e programas de discussão fútil, sobre foras-de-jogo, e-mails ou aquele lance se era ou não falta, ou outras coisas, que jamais poderia imaginar que alguma coisa, tinham a ver com futebol. Andam angustiados com aquele golo que não foram eles que falharam, com aquele lance que não foram eles que marcaram…enfim e outras tantas coisas. E pior... Zangam-se com os amigos, estão amuados nos almoços de família, ignoram as namoradas ou mulheres. Para quê, exatamente? Mas não pode ser saudável quando se põe mais paixão na profissão dos outros que andam para ali de chuteiras calçadas do que na própria profissão, nos amigos ou na família. Digo eu, cuja parte de que mais gosto no futebol é estar com os amigos a beber cerveja e dizer palavrões aleatórios. Depois o árbitro apita para o final e a nossa vida segue igualzinha, igualzinha, como dantes.

De que é que serve andar para aí a discutir com os amigos, para além do saudável, sobre um jogo que devia ser de divertimento e paixão? e de quem é a culpa perguntam vocês.., eu respondo :

Pois eu acho, que é das tv’s, e das chamados Share´s de audiências. Todos os dias, um canal, emite um programa, não é desportivo. É sobre futebol, ou o que rodeia o futebol, porque de futebol falam pouco ou nada, os chamados paineileiros, que alguns nunca viram ou sabem sequer o que é ou foi uma bola, ou sentir um campo de futebol, que inundam essa nossa televisão, encomendados ou não, fazem mal ao futebol. Incitam a este “odio”, que se vive entre clubes, a polémicas que são inventadas entre jogadores, treinadores, dirigentes, e outros mais. Depois além disso tudo, ainda temos, 3 diários desportivos, e cada jornal diário, tem um suplemento de desporto. É demais para a nossa realidade, daí, eu hoje em dia ter simplesmente deixado de ler jornais, porque, o seu conteúdo, é absolutamente sem interesse.

Bem-haja, ao aparecimento do canal 11 da FPF, onde se fala, vê e se acompanha apenas futebol, e não só o da 1ª Liga, nem só os chamados 3 grandes. Ah, e os comentadores, são homens da bola, a falar de futebol, e não médicos, advogados, e afins a falar de uma coisa que não entendem.

Pedro Mendes


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar