OndeBola - Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Arbitragem Portuguesa

Incompetência ou só falta de qualidade?

Arbitragem Portuguesa

Foi preciso aparecer o primeiro clássico do campeonato para voltar a pairar suspeitas sobre a arbitragem em Portugal, onde dois lances polémicos, supostamente a beneficiar o Porto geraram indignação da parte dos leões. Com opiniões para todos os gostos, uns a dizer que não foi penalti, outros a dizer que era penalti, outros a dizer que não era penalti, mas o VAR não podia intervir e quebrou o protocolo. Enfim, é o futebol português, palavras para quê.

Sobre os dois lances em questão, se Zaidu fosse expulso quando devia na entrada dura sobre Porro, e se o VAR interviesse neste lance como devia, possivelmente esse lance não existia ou pelo menos com o homem do Porto. É estranho o VAR não intervir quando o pode fazer e intervir quando não o pode fazer, o que me leva a fazer a pergunta, se os elementos que estão no VAR sabem ou não o protocolo.

O Sr Tiago Martins tem poucos anos na primeira categoria, já é internacional e também já acumula um histórico de erros, o que leva a pensar se tem competência para estar onde está e como é que chegou a este nível. Depois existem os Fábios Veríssimos, que cedem a pressões, prejudicam uns e beneficiam outros, mas ainda existem pessoas que usam o lema " errar é humano " e pronto, não se passa nada. Hoje em Faro, assistiu-se a uma arbitragem de Manuel Oliveira que só não é para rir, porque foi mau de demais e era bom que o Conselho de Arbitragem viesse a público explicar como é que se anula aquele golo ao Farense.
Aliás, é preciso saber porque é que o próprio Conselho de Arbitragem não consegue ter uma postura de isenção perante as críticas de vários dirigentes, levando a crer que o Presidente do Sporting tem uma certa razão, para uns prestam vassalagem e a outros apresentam queixas.

Voltando a Tiago Martins que hoje foi o árbitro do Famalicão - Boavista, fica no ar mais uma demonstração de falta de qualidade, hoje valeu o VAR que bem anulou um livre fora da área, que inicialmente foi assinalado penalti por este Sr árbitro.
Ontem no Nacional - Paços Ferreira, assistiu-se a um árbitro ainda verde a confiar nas decisões do VAR nos casos mais polémicos e apesar do tempo demorado com que as decisões foram tomadas, a verdade é que as decisões foram bem tomadas, esteve bem Hugo Silva e o VAR.

Ainda só vamos na Jornada 5 e já vamos assistindo a erros de arbitragem que vão decidindo jogos e não se sabe se é só incompetência ou mesmo só falta de qualidade e falta de formação dos mesmos.
Cabe ao incompetente Conselho de Arbitragem parar e pensar no que fazer para evitar suspeitas atrás de suspeitas nas nomeações e na falta de qualidade dos árbitros, que não deixa uma imagem digna no futebol português.
Era importante fazer como em Inglaterra, Itália e na Alemanha, onde os árbitros de campo não são VAR, é verdade que é preciso investimento e profissionalizar mais a arbitragem em Portugal, mas fica a deixa, um mau árbitro nunca será um bom VAR.
Só em Portugal é que acontece um árbitro errar no campo num fim de semana e no outro errar como VAR, está na altura também divulgar as comunicações entre os árbitros e os elementos do VAR, já se fez uma vez, terá de se tomar essa medida definitivamente pela transparência e verdade desportiva.

Nota Final: O Porto beneficiado em Alvalade, não teve a mesma sorte em Manchester na Liga dos Campeões, perdendo com o City e diga-se em boa verdade, com uma arbitragem muito manhosa e engraçado foi ver e ouvir Sérgio Conceição pedir desculpa aos árbitros portugueses. Compreende-se o porquê...
Ficou provado que não é só em Portugal que existe árbitros com falta de qualidade e muita incompetência.

Texto por Filipe S.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar