OndeBola - Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

O Leão de Ruben Amorim

Esperança em tons de verde e branco...

O Leão de Ruben Amorim

Ainda é cedo, nada foi ganho, nada foi conquistado, mas tudo aponta para que Frederico Varandas tenha acertado na escolha do treinador para o Sporting, após os resultados menos bons de Marcel Keiser ( apesar da conquista da Taça da Liga e Taça de Portugal ) e os fracassos Leonel Pontes e Silas. Não se sabe se o futuro será risonho para Ruben Amorim, mas para já nota-se uma alegria, muita entrega e união no futebol praticado por este Sporting como não se via à muito tempo.

Ruben Amorim, pelo que fez em Braga e está a fazer no Sporting, é sem dúvida um bom treinador, ainda muito novo nestas andanças, mas está a demonstrar qualidade, seriedade e competência. As desconfianças foram evidentes, perder o 3º lugar para o Braga na última jornada tendo ficado fora da Fase de Grupos da Liga Europa e a eliminação aos pés do Lask Linz, fez soar os alarmes em Alvalade. O treinador leonino custou mais de 12 milhões e ainda não foi pago, mas isso não é um problema dele, Ruben Amorim é pago para treinar e orientar da melhor forma os jogadores, teve carta verde para construir o plantel à sua imagem e está a tirar os dividendos disso mesmo. Quando estão decorridas 7 jornadas, os leões são lideres isolados com 4 pontos de vantagem sobre os segundos classificados Benfica e Braga, fruto de 6 vitórias e 1 empate com o Porto.

A vitória com contornos de goleada em Guimarães na última jornada, foi um teste muito difícil que os leões passaram com distinção e com uma aposta muito forte nos jovens da Academia, Ruben Amorim está a valorizar e a fortalecer futuros craques que podem ser muito importantes no futuro do Sporting.

O jovem treinador leonino está a escrever a sua história e já poucos falam no seu benfiquismo e que jogou no rival, pois o seu trabalho e profissionalismo está na sinceridade com que fala, na forma como o seu discurso para dentro é aceite no grupo de trabalho e no realismo do momento que é bom, mas nada foi ganho.

É um fato concreto que este bom momento do Sporting teve o condão de silenciar as criticas e atenuar as contestações de uma franja de adeptos sportinguistas que estão divididos no apoio à equipa e criticas á direção. Esta época tem tudo para ser um sucesso, o investimento de pouco mais de 17 milhões e as contratações acertadas, dá garantias desde que os sportinguistas deixem de cavar a própria sepultada, aceitem as dores de crescimento, aprendem com os erros e remem todos para o mesmo lado.

É verdade que Ruben Amorim não tem as armas dos seus rivais, Jorge Jesus e Sérgio Conceição têm total favoritismo na conquista do título, o Benfica até investiu mais de 100 milhões para até ter sucesso a nível europeu e até o Braga tem um plantel forte e com mais soluções que o Sporting, pelo que este bom início de campeonato está a superar todas as expectativas até dos mais pessimistas que acreditam que este ano poderá ser o tal.

A esperança veste-se de verde e branco, o jovem leão de Ruben Amorim tem as garras afiadas e apresenta-se pronto para vencer qualquer adversário, mas ninguém é imbatível e resta saber se o Sporting saberá reagir com raça e atitude a um resultado menos positivo ou se tudo o que está a ser construído agora vai desabar à primeira derrota e os leões voltarem a ser o que têm sido, um Sporting sem cor e sem chama.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar