OndeBola - Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

Até onde vai chegar este Leão?

Terá o Sporting capacidade de vencer as adversidades?

Até onde vai chegar este Leão?

Depois da conquista da Taça da Liga, fica a pergunta no ar ao novo Campeão de Inverno... 
Até onde vai chegar este Leão?
A resposta é simples, o Sporting vai até onde deixarem, pois já ficou provado que o caminho é longo, difícil e terá de lutar não só contra o adversário dentro de campo, mas também contra fatores externos que não consegue controlar.

Os próximos dois jogos são fundamentais para trilhar o caminho do sucesso do leão ou ter apenas a inocente ilusão de ser campeão, se vencer o Boavista e o Benfica, os jovens meninos de Amorim podem e devem sonhar bem alto.
Como se tem visto neste primeiro terço do campeonato, o Sporting terá vários adversários dentro de campo, a equipa adversária e as equipas de arbitragem, como ficou demonstrado agora na Final da Taça da Liga, onde o campo inclinou tanto, que só faltou o árbitro Tiago Martins marcar golo pelo Braga de tanto empurrar os leões para trás.
Na Liga NOS, a qualidade dos clubes, do futebol praticado dentro das quatro linhas, vai contrastando com as péssimas arbitragens, erros inacreditáveis do VAR, decisões que muitas vezes custam pontos, onde a qualidade dos árbitros em Portugal deixa muito a desejar.
O Sporting, líder do campeonato tem sido fustigado por uma dualidade de critérios gritantes dos árbitros e até do VAR, quer no capítulo técnico na análise do lance, quer no capítulo disciplinar como comprova as duas expulsões de Pedro Gonçalves que é só o melhor marcador do campeonato e do treinador Ruben Amorim expulso já três vezes e ainda não chegámos a meio do campeonato.

Isto cria dúvidas no ar, que o presidente leonino Frederico Varandas já deixou expresso, afirmando que existe decisões contra o Sporting que nunca seriam feitas a Benfica e Porto, não só em lances revertidos, mas também na disciplina, onde talvez Jorge Jesus ou Sérgio Conceição não fossem expulsos com a facilidade com que se expulsa Ruben Amorim. Aliás, as expulsões em Leiria na Taça da Liga de Ruben Amorim e Carlos Carvalhal, nunca aconteceriam se nos bancos tivessem o treinador do Benfica e Porto.
Vai ser contra isto que os leões vão ter de lutar, tudo porque nos últimos anos o Sporting tem perdido força na FPF e na Liga de Clubes, o que mostra que Luís Filipe Vieira tinha razão, para vencer em Portugal, é preciso meter as pessoas no lugar certo.
O futebol são detalhes, é inspiração, é golos e emoção e tudo o que ultrapassa isso deve ser excluído, principalmente em Portugal em que alguns árbitros querem ser mais protagonistas no campo que os futebolistas e os artistas são os jogadores e não os homens do apito, embora também eles sejam artistas e que artistas.

Estamos à porta de mais um derby, mas primeiro o Sporting tem de derrubar o Boavista, e tem de se preparar para não ter Pedro Gonçalves em campo e Ruben Amorim no banco, pois o Conselho Disciplina da FPF já mostrou ter mão pesada para os leões, mas não é só isso. Relembro que o capitão do Sporting Coates, o médio defensivo Palhinha e o outro central Neto têm 4 cartões amarelos e se virem o quinto falham do jogo com o Benfica e os árbitros sabem isso, vamos ser se eles têm pontaria e acertam na mouche.
É isto que espera o Sporting até ao fim, preparem-se, o caminho é longo e muito difícil.


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar