OndeBola - Onde dá a Bola?

Artigo de Opinião

Quer escrever artigos de opinião? Contacte-nos aqui!.

A ENTREVISTA DE RUI COSTA

Presidente do Benfica politicamente correto...

A ENTREVISTA DE RUI COSTA

A primeira entrevista de Rui Costa enquanto presidente do Benfica foi muito pura, para não dizer fofinha, numa entrevista simples que mais parecia uma conversa de amigos de café, do que serviço público de interesse para os benfiquistas.

É notável que a primeira entrevista do maestro não tenha sido no canal do clube, mas ser na TVI não é inocente ou não fosse José Eduardo Moniz um dos homens forte da Estação de Queluz. Atrevo-me a dizer que perante tanta simpatia entre entrevistador e entrevistado, que as perguntas foram pré combinadas antes e assim Rui Costa nunca foi apertado e sentiu-se sempre confortável durante a entrevista.

Em relação aos temas abordados na dita entrevista, não houve temas quentes e o presidente do Benfica só alterou o tom de voz, quando o jornalista José Alberto Carvalho lhe perguntou sobre o FootLab empresa de Rui Costa e dos filhos, de resto foi tudo muito soft e simpático.

Sobre Luís Filipe Vieira, Rui Costa disse o óbvio, que ficou perplexo com a sua detenção ( deve ter sido o único a ficar surpreendido ) e que o seu legado jamais será apagado, outra coisa não seria de esperar. Ao facto de não se ter referido ao ex presidente durante a sua curta declaração no dia em que assumiu a presidência do clube, disse e bem que foi para proteger o clube. Congratulou-se com o sucesso do empréstimo obrigacionista, falou ao coração dos benfiquistas, assumindo e repetindo o seu amor ao clube, relembrando a sua história e falou em transparência, que o Benfica tem de voltar a ser falado por bons motivos.

Começando pela transparência que quer devolver ao Benfica, Rui Costa refere-se a quê? Que antes essa transparência não existia no clube onde ele era vice presidente, o braço direito do ex presidente! Fica a dúvida no ar.

O presidente do Benfica falou que o clube não pode voltar a falhar depois do louco investimento feito na época passada onde ganhou bola, não falou em eleições, não assumiu a candidatura, mas ao mesmo tempo já estava em campanha eleitoral, quando demonstrava o seu amor ao Benfica e aos benfiquistas.

Mas muitos temas ficaram por explicar, como por exemplo, o papel de Rui Costa nos temas mais quentes do Benfica, como a OPA, ou estes negócios entre Luís Filipe Vieira, o Rei dos Frangos e o investidor americano o Sr. Textor. Será que desconhecia mesmo ou ficou calado deixando o ex presidente ser o único visado. É tudo muito estranho... Outro assunto que não se foi debatido, foi qual o papel do Benfica e de Rui Costa na contratação de João Mário e a forma como se está a lidar com Samaris.

No entanto o presidente do Benfica quando o jornalista lhe perguntou sobre as gravações de Pinto da Costa no Estádio da Luz, Rui Costa disse que se fosse presidente não autorizava, mas como vice presidente autorizou ou nunca soube? Estranho.

Fica-se com a sensação que Rui Costa era uma marioneta nas mãos de Luís Filipe Vieira, pois como vice presidente e braço direito, não estava a par de assuntos desta importância. Das duas uma, ou era conivente, anjinho ou simplesmente parvo.

É que fazer os benfiquistas passar por parvos não é de bom tom, resta saber como vai ser os próximos meses como presidente do Benfica, é que os resultados da equipa na Champions pode ditar muito do seu futuro à frente do clube. Vamos a ver se tem mãos para conduzir este ferrari ou se cairá com estrondo.

Para já, esteve bem na sua primeira entrevista como presidente do Benfica, uma entrevista simpática e sem grande incomodo.
 
 


Reportar artigo?

Comentários


<- Voltar